O que é biodigestor e como fazer um caseiro

O biodigestor é uma alternativa à autossuficiência energética e aos biofertilizantes. É uma forma de aproveitar o próprio lixo para criar uma fonte de energia por meio de uma câmara hermética.

Isso transforma os diferentes tipos de resíduos em biogás, que pode ser aproveitado e aproveitado da mesma forma que o gás convencional.

biodigestor

Como funciona um biodigestor?

O biodigestor é uma forma barata e fácil de se obter energia, com grande potencial para ser desenvolvida e amplamente utilizada. Existem três tipos de biodigestores: fossas sépticas, cúpula flutuante e cúpula fixa.

A fossa séptica ou biodigestor de fossa séptica transforma as águas residuais em gases através da fermentação anaeróbia. Para isso, é importante que as águas residuais sejam separadas daquelas que utilizam sabões e detergentes, daquelas que não utilizam, uma vez que estes podem inibir a ação metabólica das bactérias.

O biodigestor de cúpula flutuante (usado principalmente na Índia) consiste em um tambor, que pode ser feito de aço e outros materiais, preso a um reator com paredes de tijolo ou concreto.

O terceiro tipo de biodigestor, chamado de cúpula fixa (usado na China), consiste em uma câmara de gás firme construída de tijolo, pedra ou concreto. Por ser maciçamente construída na China, esse tipo de fonte de energia não substituiu outros tipos de fontes fósseis.

O que é biodigestor e como fazer um caseiro

Crie um biodigestor caseiro

Existem diferentes tipos, e com cada material você pode criar um ou outro.

O polietileno tubular é o que mais se produz na maioria dos países. A escolha de conjuntos suplementares e materiais relacionados foi limitada àqueles disponíveis localmente em fazendas ou em mercados rurais; Os materiais necessários para o biodigestor e o fogão são:

Biodigestor

  • Polietileno tubular transparente. O diâmetro irá variar de acordo com a capacidade das unidades produtoras locais, normalmente na faixa de 80 a 125 cm (equivalente a uma circunferência de 2,5 a 4 m). O medidor (espessura) deve estar entre 800 e 1.000 (200 a 250 mícrons). O comprimento do tubo é determinado pelo tamanho do biodigestor. O material mais adequado é aquele usado em estufas que normalmente contêm um filtro ultravioleta (UV) que ajuda a prolongar a vida útil do plástico quando ele é totalmente exposto ao sol.
  • Dois tubos cerâmicos de 75 a 100 cm com diâmetro interno de 15 cm.
  • Plástico de 12,5 mm de diâmetro (PVC) (o comprimento depende da distância até a cozinha).
  • Dois adaptadores de PVC de 12,5 mm (macho e fêmea). diâmetro
  • Duas arruelas de borracha de 7 cm (dos tubos internos do carro). de diâmetro e 1 mm de espessura, com furo central de 12,5 mm.
  • Duas lavadeiras de plástico rígido (perspex) com diâmetro de 10 cm e orifício central de 12,5 mm. Embora perspex seja melhor, eles também podem ser substituídos por plásticos velhos ou outros itens feitos de plástico resistente.
  • Tubo de PVC de 2 m de 12,5 mm. diâmetro
  • Quatro pneus (de bicicletas, motocicletas ou automóveis) cortados em tiras de 5 cm de largura.
  • Uma garrafa de plástico transparente (capacidade 1,5 litros).
  • Um cotovelo em PVC de 12,5 mm. diâmetro
  • Três PVC de 12,5 mm «T». diâmetro
  • Um tubo de cimento de PVC.
Você também pode se interessar por .. O menino que construiu um moinho com uma bicicleta

Tanque de armazenamento de gás

Uma importante melhoria na tecnologia do biodigestor é a instalação de um tanque, feito do mesmo plástico tubular do digestor, para manter o gás próximo à cozinha. Isso superou o problema de baixas taxas de fluxo de gás quando o digestor está localizado a uma longa distância da cozinha e quando o tubo de gás que os conecta tem um diâmetro estreito.

Fogão

A planta de biodigestores inclui um fogão simples com tubo galvanizado de 12,5 mm de diâmetro, dois queimadores do mesmo tipo de tubo. Os usuários desenvolveram muitas modificações no plano básico para combater os efeitos do vento e atender às necessidades pessoais. Muitas pesquisas foram feitas para melhorar os fogões mais convencionais, mas muito pouco sobre os fogões usados ​​com biodigestores.

Aspectos práticos

Ao escolher o local conveniente para um biodigestor, é preferível um local próximo ao local onde se encontram os materiais a serem transformados. A localização da cozinha geralmente não é um problema. As paredes e o piso devem ser firmes, qualquer material que se sobressaia como pedras ou raízes afiadas deve ser removido das paredes e do piso.

A trincheira deve ser localizada de modo que possa desviar a água da chuva. As dimensões da vala devem ser dimensionadas para acomodar o tubo de plástico.

Vantagens de usar um biodigestor

  • Permite reduzir o abate de florestas, pois não é necessário o uso de lenha para cozinhar.
  • Humaniza o trabalho dos camponeses, que antes tinham que buscar lenha em lugares cada vez mais distantes.
  • Diversidade de usos (iluminação, cocção de alimentos, produção de energia elétrica, transporte automotivo e outros).
  • Produz biofertilizante rico em nitrogênio, fósforo e potássio, capaz de competir com os fertilizantes químicos, que são mais caros e prejudicam o meio ambiente.
  • Elimina resíduos orgânicos, por exemplo excrementos de animais, um poluente do meio ambiente e fonte de doenças para o homem e animais.
Você também pode estar interessado em .. Lâmpada e carregador USB que funciona com água e sal

O uso de biodigestores além de permitir a produção de biogás oferece enormes vantagens para a transformação de resíduos:

  • Melhora a capacidade de fertilização do estrume. Todos os nutrientes, como nitrogênio, fósforo, potássio, magnésio, bem como elementos menores, são conservados no efluente. No caso do nitrogênio, boa parte dele, presente no esterco na forma de macromoléculas, é convertido em formas mais simples, como o amônio (NH4 +), que pode ser aproveitado diretamente pela planta. Deve-se notar que nos casos em que o esterco é seco para o meio ambiente, cerca de 50% do nitrogênio é perdido.
  • O efluente é muito menos odorífero do que o efluente.
  • Controle de patógenos. Embora o nível de destruição do patógeno varie de acordo com fatores como temperatura e tempo de retenção, foi demonstrado experimentalmente que cerca de 85% dos patógenos não sobrevivem ao processo de biodigestão.

Dificuldades técnicas

A construção de biodigestores envolve uma série de dificuldades técnicas:

  • O digestor deve estar próximo à área onde o substrato inicial é coletado e à área de consumo.
  • Deve ser mantida uma temperatura constante e próxima dos 35ºC. Isso pode tornar o processo de criação mais caro em climas frios.
  • É possível que, como subproduto, se obtenha SH2, que é tóxico e corrosivo, dependendo do substrato de partida e da presença ou ausência de bactérias redutoras do sulfatador. A presença de SH2 faz com que menos CH4 seja gerado, reduzindo a capacidade calorífica do biogás e tornando o processo mais caro devido à necessidade de purificá-lo.
  • Você precisa acumular o lixo orgânico próximo ao biodigestor.
  • Risco de explosão, se os regulamentos de segurança para gases combustíveis não forem observados
Você também pode estar interessado em .. Ar condicionado que usa 80% menos energia

Conclusões

  • O uso de biodigestores oferece grandes vantagens para o tratamento de resíduos orgânicos oriundos das operações agrícolas, além de reduzir sua carga poluente, extrai grande parte da energia contida no material, melhorando seu valor fertilizante e controlando consideravelmente, cheiros ruins.
  • A utilização do biogás para geração de eletricidade e energia térmica confere um valor adicional à utilização de biodigestores nas empresas agrícolas.
  • Os resultados econômicos não podem ser generalizados, pois variam de acordo com as circunstâncias de cada lugar.
  • Países como China e Índia tradicionalmente usam biogás como combustível para aquecimento, cozinha e iluminação. Ao mesmo tempo, estão reparando solos degradados ao longo de séculos de cultivo. A Europa, os Estados Unidos e a Argentina desenvolvem pesquisas sobre as aplicações do biogás com vistas a um melhor aproveitamento futuro.
  • Os biodigestores podem desempenhar um papel importante nos sistemas agrícolas integrados, contribuindo para a redução da poluição e agregando valor aos dejetos do gado.
  • O impacto econômico do biodigestor é inconstante. A adoção da técnica e o sucesso dos resultados dependem de aspectos como a localização (disponibilidade do combustível tradicional) e a forma como a tecnologia é introduzida, adaptada e aprimorada de acordo com as condições locais e técnicas. A tecnologia de biodigestor de filme tubular é uma forma barata e simples de produzir gás, a tecnologia foi desenvolvida para ser aplicada principalmente em países onde as condições socioeconômicas facilitam sua rápida adoção, como Vietnã e Camboja.

Salve 

Recomendado

Gengibre, propriedades, benefícios, cultivo e como usá-lo para perder peso
Menta: os benefícios impressionantes desta planta
Chia, usos, propriedades contra-indicações e muito mais