Óleo essencial de bergamota: propriedades, utilizações e contra-indicações

O óleo essencial de bergamota é extraído do fruto de Citrus × bergamia , bergamota em inglês ou bergamota em espanhol. É um citrino muito poderoso que contém várias propriedades concentradas, muitas das quais são extraídas para criar este óleo essencial. Nesse caso, é obtido da casca da fruta.

Óleo essencial de bergamota

Óleo essencial de bergamota: propriedades e benefícios

Os principais componentes do óleo essencial de bergamota são Linalyl Acetate e Limonene, mas contém muitos mais. É utilizado para diversas enfermidades e enfermidades, mas destaca-se como um ansiolítico e antidepressivo natural, bem como por sua utilização como rejuvenescedor e revitalizante dos cabelos e da pele.

Por isso, essa essência está presente em diversos produtos da indústria cosmética, como perfumes, colônias, cremes e loções.

Mas, além disso, para que serve? Alguns dos usos mais importantes deste óleo:

Antisséptico. O óleo essencial de bergamota é um anti-séptico proeminente e é usado para tratar a pele danificada, para curar feridas e prevenir a propagação de infecções.

Problemas de pele Além de ser muito eficaz no tratamento de feridas e na prevenção da propagação de bactérias, o óleo essencial de bergamota, por seus benefícios, é usado para doenças da pele, como certos problemas de pele, como acne, e para sintomas de pele de doenças relacionadas. com o sistema nervoso, como eczema ou psoríase. E por último, mas não menos importante, para dilatações venosas e varicosidades, já que estimula o fluxo sanguíneo da pele.

Benefícios do óleo essencial de bergamota

Benefícios para o sistema imunológico. O óleo essencial de bergamota serve para aumentar as defesas, e é por isso que é ideal para os sintomas de gripes, resfriados, febres e outros sintomas de diminuição do sistema imunológico.

Você também pode estar interessado em .. Cúrcuma: propriedades, benefícios e receitas

Digestão. Não é incomum usar este óleo para tratar problemas digestivos e convulsões intestinais. Também ajuda a aumentar o apetite.

Infecções urinárias. Como outros óleos essenciais, como árvore do chá ou camomila, a bergamota é muito adequada para tratar problemas relacionados a infecções do trato urinário e cistite.

Calmante. Para neutralizar os sintomas de ansiedade, depressão e estresse, pode ser usado com difusor, com pano umedecido em óleo essencial diluído ou com algumas gotas no banheiro. Este produto contém propriedades revitalizantes e também tranquilizantes, tornando-o uma importante e eficaz combinação de benefícios.

Revitalizante do cabelo. Uma das maneiras de usar o óleo essencial de bergamota para os cabelos é por meio de uma máscara à base de aloe vera puro e água. Isso é feito com a adição de 4 colheres de sopa de aloe vera, 16 de água e 25 gotas do óleo essencial para fazer aplicações em todo o cabelo que beneficiam tanto o cabelo quanto o couro cabeludo.

Além disso, como alternativa, algo semelhante pode ser conseguido adicionando algumas gotas ao shampoo, massageando a parte do cabelo que toca bem a pele.

A essência da bergamota irá ajudá-lo a reparar pontas danificadas, dar-lhe brilho e tratar problemas como a caspa.

O mesmo pode ser feito com a barba, já que a diferença entre o cabelo do queixo e o do alto da cabeça é principalmente na espessura.

Repelente . Como a citronela e a árvore do chá, a bergamota também é um repelente importante contra todos os tipos de insetos e vermes irritantes (mosquitos, pulgas, piolhos, etc.).

Uso de óleo essencial de bergamota

Uso de óleo essencial de bergamota

O óleo essencial de bergamota pode ser usado e aplicado de diferentes maneiras:

  • Adicionando algumas gotas na banheira.
  • Com difusor ou queimador.
  • Diretamente na pele (embora diluído com um óleo carreador) seja para massagens, feridas ou com compressas.
Você também pode estar interessado em .. Kuzu, o que é essa raiz e para que serve?

Contra-indicações e advertências para seu uso

O óleo essencial de bergamota contém todos os seus principais produtos químicos concentrados, por isso pode ser um pouco forte em alguns casos.

Seu uso na pele não é recomendado se for exposta diretamente ao sol. Isso se deve ao fato de que o bergapteno, que faz parte de seus componentes químicos, pode armazenar e captar os raios ultravioleta do sol de forma extrema, podendo causar queimaduras na pele.

Seu uso em mulheres grávidas, em mães que estão amamentando ou sua aplicação e uso em crianças pequenas não é recomendado.

Recomenda-se que, quando for de uso tópico, seja sempre realizado um teste prévio em pele sã, de forma a poder verificar se não existe alergia a algum dos seus componentes químicos.

Recomendado

Gengibre, propriedades, benefícios, cultivo e como usá-lo para perder peso
Menta: os benefícios impressionantes desta planta
Chia, usos, propriedades contra-indicações e muito mais